• X FECHAR JANELA
  • ACESSE SUA CONTA BDG
  • Usuário ou E-mail
  • Senha de acesso
  • Mantenha-me logado neste computador


Esqueceu sua senha?

notÍcias - informaÇÕES DO CENÁRIO INDEPENDENTE
Publicado em 10/02/10 02h12
Dicas para manter uma voz saudável
Exercícios e pequenos cuidados que fazem a diferença!
Muita coisa já foi dita neste assunto, até se tornar mito. Alguns dizem que balinhas como “Halls” fazem bem para a voz, ou tomar uma dose de conhaque antes de cantar aquece as pregas, além de desinibir o cantor. A verdade é que muitos desses “santos remédios” são apenas lendas e, na realidade, não ajudam em nada. Por exemplo, tanto o conhaque quanto a “balinha” anestesiam as cordas vocais, por isso a falada sensação de facilidade. O que acontece na verdade é que com as cordas anestesiadas você não vai sentir na hora se forçar ou gritar, só no dia seguinte. Para alguns cantores que possuem uma resistência vocal maior, isso pode funcionar por algum tempo, para outros, a deficiência será percebida no primeiro instante.

O melhor remédio para manter uma voz saudável é: muita água, oito horas de sono bem dormidas e um bom aquecimento vocal antes e depois da apresentação. Exercícios de respiração e de técnica diários também são muito bem-vindos. Eles podem aperfeiçoar a sua performance e aumentar a resistência física. É sempre bom lembrar que a voz é um instrumento que faz parte do corpo, por isso, o seu limite varia de acordo com cada um. Portanto, tenha consciência do seu para saber até onde pode ir com pequenos pecados como: cigarro, bebida, falar alto, noites mal-dormidas e exageros de performance vocal.

A resistência vai variar de acordo com o seu organismo, que fará as pregas durarem mais ou menos tempo relativamente com os cuidados ou excessos, a exemplo de grandes ícones como David Coverdale, Ian Gilan e tantos outros que - mesmo ainda possuindo belíssimas vozes - perderam muito de sua capacidade vocal, com o passar dos anos adicionado aos excessos que faziam. A voz envelhecerá com o seu corpo e, infelizmente, não será possível trocar as cordas em uma loja como se faz com as guitarras.

Já na parte respiratória, é bom manter regularidade nas atividades físicas e, é óbvio, de preferência não fumar. Separei um exercício aparentemente simples, mas que faz uma diferença enorme se feito de maneira correta e regular:

Inspirar e soltar em “x”
1. Inspire fundo, sinta o ar encher a barriga e depois subir para os pulmões. Isso é apenas uma sensação, obviamente a barriga não faz parte do sistema respiratório, mas o diafragma que fica alocado abaixo dos pulmões, ao final dos ossos da costela, faz. É imprescindível que o corpo esteja relaxado. Faça de frente ao espelho e observe se você está com uma postura ereta, porém confortável.
Atenção: Os ombros não fazem parte do sistema respiratório! (Portanto não devem levantar ao inspirar.)


2. Expire soltando o ar em “x”. Você emitirá um som semelhante ao de uma panela de pressão. Controle a saída de ar pressionando o abdômen, como se tivesse alguém empurrando sua barriga com toda a força. Preste atenção para não tensionar o corpo, principalmente o pescoço e os ombros.

3. Repita este exercício algumas vezes. O tempo de duração dependerá da resistência de cada um. Por isso, em hipótese alguma faça o exercício quando sentir cansaço. Músculo cansado não evolui, o máximo que você conseguirá será sentir dores no abdômen. Se sentir tontura pare imediatamente.

4. Faça séries deste exercício diariamente, com intervalos de uma em uma hora, se possível.

Os exercícios ajudarão você a ter uma melhor condição física e a respirar corretamente (caso não o faça ainda). De qualquer forma, é sempre bom solicitar o acompanhamento de um professor, que corrigirá os seus vícios e trará outras dicas ainda melhores, de acordo com o seu nível técnico.

Obs.: Estudantes com problemas respiratórios ou cardíacos de qualquer espécie devem consultar um médico antes de realizar este exercício.

www.souzalima.com.br
%s1 / %s2


Anuncie aqui neste espaço  

Todos os direitos reservados para Bandas de Garagem Desenvolvimento de Softwares Ltda. 2004 - 2014